59º Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
Crédito da foto - CNBB
 

59º Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 

Os bispos do Brasil se reuniram, no dia 29 de abril, na 59º Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, onde debateram sobre temas sociais do país. Lembraram da crise e solidariedade enfrentadas durante a pandemia; agradeceram às famílias e profissionais da educação pelo cuidado no campo da educação, como nos fala a Campanha da Fraternidade 2022; debateram sobre a crise ética, econômica, social e política no Brasil e também falaram sobre o processo eleitoral, pois este ano teremos eleição.

Segue link para acompanhar na íntegra matéria sobre a 59º Assembleia Geral da CNBB.

https://www.cnbb.org.br/mensagem-povo-brasileiro-fe-esperanca-compromisso-vida-brasil/



BISPOS DIVULGAM MENSAGEM AO POVO BRASILEIRO: FÉ, ESPERANÇA E CORAJOSO COMPROMISSO COM A VIDA E O BRASIL

A 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovou a tradicional Mensagem ao Povo Brasileiro. O texto apresenta “uma mensagem de fé, esperança e corajoso compromisso com a vida e o Brasil”. Os bispos lembraram da solidariedade para a superação da pandemia, agradeceram às famílias e agentes educativos pelo cuidado no campo da educação e dedicaram reflexões sobre a realidade do país, cujo quadro atual “é gravíssimo”. Para os bispos, “o Brasil não vai bem!”.

Diante da complexa e sistêmica crise ética, econômica, social e política, a CNBB espera que os governantes “promovam grandes e urgentes mudanças, em harmonia com os poderes da República, atendo-se aos princípios e aos valores da Constituição de 1988”.

A mensagem também aborda o processo eleitoral deste ano, envolto “de incertezas e radicalismos, mas, potencialmente carregado de esperança”. Também chama atenção para as ameaças ao pleito, além de reforçar um apelo pela democracia brasileira.

“Conclamamos toda a sociedade brasileira a participar das eleições e a votar com consciência e responsabilidade, escolhendo projetos representados por candidatos e candidatas comprometidos com a defesa integral da vida, defendendo-a em todas as suas etapas, desde a concepção até a morte natural. Que também não negligenciem os direitos humanos e sociais, e nossa casa comum onde a vida se desenvolve”

Ao final do texto, os bispos convidam a todos, particularmente a juventude, “a deixarem-se guiar pela esperança e pelo desejo de uma sociedade justa e fraterna”.

Confira o texto na íntegra:

 
Indique a um amigo